Preparativos para casamento

Quando as pessoas ouvem falar sobre preparativos para casamento, logo elas imaginam que vão ler algo sobre como decorar o salão de festas, onde comprar o vestido de noiva, ou que providências os noivos devem tomar para tornar a celebração matrimonial inesquecível. No entanto, neste artigo a proposta é diferente: o leitor terá contato com os aspectos emocionais que envolvem a decisão de viver junto com outra pessoa, como ocorre no casamento.

Preparação para o casamento

Quando os noivos se preparam para celebrar o casamento, eles terão que descobrir e aprender como lidar com os possíveis problemas entre eles que podem surgir com a convivência diária. Portanto, a primeira tarefa é ver se os dois conseguem perceber e por em prática a difícil arte de viver junto com outra pessoa, às vezes com ideias e comportamentos bem diferentes.

Estágios do casamento

De acordo com pesquisadores, a maioria dos casamentos passa por pelo menos três fases gerais de desenvolvimento: (1) o amor romântico, (2) desilusão e distração, e (3) a dissolução, ou o ajuste com resignação ou contentamento. Na primeira fase do casamento, conforme os estudiosos, os casais tendem a ser tão ligados à paixão e atração física que questões como sacrifício, egoísmo, as expectativas e as crises não são confrontadas nem por um nem por outro.

Quando a lua de mel começa a se desgastar, então essas questões começam a influenciar e afetar o relacionamento. No segundo estágio, os problemas da vida diária muitas vezes exigem sacrifícios a serem feitos. As decepções e distrações podem levar a um menor tempo que o casal passa junto, redução na vida sexual e falta de diálogo.

Quando um casal chega ao final desta fase, muitas vezes se sente decepcionado e insatisfeito. É então que os dois mudam para a terceira fase com pelo menos três opções disponíveis: (1) Eles podem dissolver o relacionamento conjugal, (2) Eles podem tentar se ajustar, mas terão a consciência de que o casamento não vai melhorar, (3) Eles podem trabalhar no relacionamento com contentamento e satisfação como ferramentas adquiridas, resolvendo suas principais questões, e conseguindo aumentar o amor e companheirismo entre eles.

Uma das coisas mais difíceis para os homens e as mulheres de uma maneira geral entenderem é que à medida que o relacionamento se desenvolve e avança por estas fases, o amor intenso e apaixonado tende a diminuir, sendo substituído pelo sentimento de amor e companheirismo.

O ponto é que muitos casamentos poderiam ser melhor ajustados se o casal se comprometesse a reconhecer que o casamento precisa de ajuda, tomar consciência dos pontos fortes e fracos do relacionamento, compreender os comportamentos que influenciam no ajuste marital, se comprometendo a fazer um planejamento para melhorar a relação entre os dois.

Preparativos para casamento não precisam ser assustadores

Traços individuais e do casal que podem afetar o casamento

Algumas características individuais podem influenciar a satisfação ou a insatisfação com o casamento. Elas incluem a personalidade de uma pessoa, suas atitudes, habilidades ou dificuldades em lidar com o estresse, problemas do dia a dia e as relações interpessoais.

Também pode ser revelado que um dos parceiros apresenta uma impulsividade excessiva sinalizada, por exemplo, pelos gastos excessivos, comportamentos obsessivos compulsivos, sentimento de raiva e hostilidade, depressão e irritabilidade crônica. Esses são alguns dos traços individuais que são os grandes responsáveis pelo fracasso da satisfação conjugal.

Por outro lado, comportamentos como a extroversão, sociabilidade, flexibilidade, boa autoestima, compromisso e respeito pelo outro e capacidade de amar são apontados como os principais traços que um indivíduo pode apresentar na conquista da satisfação no casamento.

Alguns traços que o casal apresenta podem influenciar a satisfação ou insatisfação no casamento. Esses traços incluem a boa comunicação entre eles e as habilidades encontradas para resolução de conflitos, união, intimidade, o afeto, as relações sexuais e de coesão, além da capacidade de compartilhar, o consenso ou grau de concordância entre o casal.

Atitudes que podem levar a uma maior satisfação conjugal

Segundo especialistas, a principal atitude que pode levar um casal a ter sucesso em seu relacionamento matrimonial é a mudança do próprio comportamento, que inclui três tipos de alteração:

  • A pessoa deve exercitar a paciência com as falhas do seu parceiro e seus hábitos irritantes;
  • A pessoa deve ter a consciência de que ele ou ela tem de mudar, em prol da felicidade de ambos;
  • A pessoa deve assumir a responsabilidade de mudar a si mesma para conseguir melhorar o seu relacionamento.

O foco de mudança deve ser sempre o próprio indivíduo e não o seu parceiro(a). Percebendo que há boa vontade e amor, o outro cônjuge pode manifestar o desejo de mudar também. Quando a pessoa age de maneira amorosa, indulgente e benevolente, seu cônjuge tende a retribuir do mesmo modo.

Por Salete Dias

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Comments are closed.

Email
Print